Eu já notei

Sempre começa com uma desilusão. Não precisa ser amorosa, a vida taí pra garantir que a gente se decepcione com tanta coisa de uma vez só… O fato é que vem a decepção. A dor profunda e sem remédio. E eu vou me isolando. Me isolando. Me isolando.

E se ninguém vem falar comigo eu me isolo ainda mais. E vai doendo, doendo, doendo. E eu me isolo.

E no final eu sou um bolinho de solidão, amargura e tristeza encolhido num canto do quarto escuro.

Chorando copiosamente, igualzinho agora.

Um comentário em “Eu já notei”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *