Como não?

Eu sou esquisita pra cacete. Sofro por ouvir, sofro por guardar, sofro por falar. Tudo vira sofrimento. Tudo. Por que eu faço isso? Não sei. Só sei que estou aqui de novo tentando não me culpar por ser tão imbecil. Mas a culpa, é obvio, é minha sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *