Juro que não tô entendendo mais nada

Eu já nem sei se é a minha sorte que anda se disfarçando de azar ou o meu azar se disfarçando de sorte, mas o caso é que hoje, a caminho do trabalho, o ônibus bateu. Bateu, parou, mandou todo mundo descer (e era MUITA gente).

A uma quadra do meu destino, isto é: tá tudo bem agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *