no space for pity

a gente estuda, estuda, estuda, trabalha pra caramba, entende de coisas completamente abstratas e ainda pena pra constatar o óbvio.

tipo hoje. reparei na mania humana de ficar esperando demais as coisas do outro lado quando o simples ato de tomar uma atitude resolveria todo o “problema”.

e eu nem estou falando de coisas complexas, estou falando de sinais sutis, mesmo.

se você acha que está faltando algo ou alguém na sua vida, em vez de desejar que caia do céu ou reclamar, por que simplesmente não busca isso?

e olha que sou eu falando, né?

faz muito mais sentido arriscar e perder do que ficar lamentando que algo não aconteceu milagrosamente.

dar sinais não é dar indiretas.

e isso não é só pra quem fica reclamando “queria que puxassem assunto comigo”, “queria que me ligasse”, “queria que soubesse que eu existo”, “queria compartilhar”.

você já puxou assunto hoje? já ligou alguma vez ou disse diretamente para alguém que gostaria de receber sua ligação? puxou assunto com aquela pessoa que stalkeia há anos rezando pra que um dia ela note que você existe?

a gente quebra a cara investindo. varias vezes se sente idiota por ter arriscado.

mas idiota mesmo é ficar se autoflagelando sem nem tentar.

porque se alguém te quiser por pena da flagelação, escolheu o motivo errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *