agora eu sou funkeira e ninguém vai me segurar

(ou: Funk do Social Media Depressão)

Tô desesperada de trabalho. Mesmo assim, foi só me deixarem sozinha na minha sala por dois minutos e comecei a cantar um funk. Do nada.

Sou uma excelente compositora, podem dizer.

“na tardinha boladona
sentada na salinha
correndo pra ação bombar
e escrevendo até em rima

com o saco estourado
e altos trem pra aprovar
até tomei café preto
senão ia desmaiar

sou redatora e não fadinha não adianta implorar
ou aumenta a minha verba ou o bicho vai pegar

boladona, boladona
boladona, boladona”

Tati Quebra-barraco ligou e pediu a vibe de volta.

NÃO DEVOLVO NÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *