Exílio

O mesmo céu
A mesma cor
Quanto tempo passou?

Não há mais o que provar
Recomeçar em outro lugar

Irrelevância pode existir
Em lamentar agora o que não fez

Se arrepender por cometer os mesmos erros outra vez
Sem algo em que acreditar
Não posso mais ficar aqui

Quem vai poder reconhecer
Certezas que viraram pó
Abandonar o que conquistou
Escolhas que não tem retorno

Inventar outra verdade
E buscar o que nunca imaginou

Se arrepender por cometer os mesmos erros outra vez
Sem algo em que acreditar
Não posso mais ficar aqui

Não posso mais

E o que ficou pra trás
Não deve te prender
Impossível alcançar
Pois não existe mais


O que você ganhou?
O que você perdeu?
São mais do que lições


Não somos mais os mesmos
Nem antes, nem depois
Caminhos quase sempre incertos
Imprevisível é viver

E olha que eu nem gosto de Dead Fish.
Letrinha do capeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *