embaixo do edredom

Ainda estou no mesmo clima do início do feriado, perdida entre cochilos e leituras, entre uma bobagem e outra que toma conta da minha cabeça. Tenho um pouco de medo das obrigações que vêm chegando, tenho ideias que ainda nem pude executar. Daí eu desejo estar de férias novamente – não me culpem, não me achem preguiçosa: eu passei minhas férias morta, desligada, chorando e pensando em coisas que só me fizeram mal. Eu passei as férias sofrendo, acho que é naturar precisar descansar agora. Meus olhos pesam, meus livros me chamam, meus bloquinhos de anotações já não estão mais empoeirados e sem conteúdo. Não sei se construí um novo mundo ou se só reconstruí o que achei que estivesse perdido; só sei que preciso de férias, de um tempo pra mim. Já dei tempo da minha vida demais aos outros. Agora tudo parece estar voltando ao seu lugar. (Mesmo que eu não faça ideia de que lugar é esse.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *