Bom dia, quarta-feira.

O despertador toca. Chuva batendo na janela. Organização mental. “Ligar pra ele. Ir ao mercado. Arrumar o guarda-roupas. Postar no vitrola. Mandar email pra galera. Ir à autoescola. Descobrir como chegar à Vila Madalena. Arrumar cabelo/roupa. Mas ah.. Ligar pra ele… É, ligar pra ele…”. Chuva batendo na janela. 9h10 no relógio. “Dez minutos pensando no que preciso fazer? hunf”. Puxo o edredom e me cubro até a cabeça. “Preciso de força. Força”. Coloco o despertador pra tocar 9h30 e fico lá, sufocando no meu mundinho de medo, enquanto a chuva bate na janela. 

 

Despertador toca de novo. Chuva batendo na janela. Levanto, tomo um banho, café e pão quentinho me esperam na mesa. E eu corro pra vida, que correr dela, está comprovado, não me leva a lugar nenhum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *