fluxo de consciência

então acordou. desde quando precisava correr atrás de alguém? como foi a última vez que sofreu tanto? igualzinha a essa, não? prestatenção, minha amiga. deixa tudo isso pra lá. não combata o sentimento, não. deixa ele existir em paz. não fica alimentando sonhos à toa. 

 

não corra mais atrás. não; deixa tudo ser como sempre foi.

se não for, é porque não tinha de ser.

não tinha de ser.
‘ não vou me sujar fumando apenas um cigarro, nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom…
quanto ao pano dos confetes, já passou meu carnaval: e isso explica porque o sexo é assunto popular…

no mais, estou indo embora!’

 

 

joe cocker, while my guitar gently weeps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *