When you have to shoot, shoot, don’t talk.

Tanta coisa que confunde, que assusta… Vira e mexe a gente passa por aquelas crises que sequer têm motivo: acontecem. E aí é aquele tal de falar, falar, falar e não fazer nada! Por que será, hein? Por que quando estamos em crise queremos sempre explicá-las, e acabamos por não resolver nada? Eu não sei. Não tenho a mínima noção – e estaria mentindo se dissesse que isso não me incomoda. Incomoda siiim, por um único e siiiimples motivo: Eu estou SEMPRE em crise. É um tal de meu cabelo não está do jeito que eu gosto, estou gorda demais, estou sozinha demais, quero um namorado, não quero ninguém, estou gostando dele e ele não me corresponde, ele me corresponde mas não tô mais a fim dele… tudo pra mim é motivo pra surtar. E isso quando estou normal – porque de TPM O.O é ainda pior. Tá, tá, tá, pode parecer paranóia – mas porque diabos eu não levanto da cadeira e ajo, ao invés de lamentar?
hahah. Olha só eu me lamentando de novo. Faz parte… é isso. Faz parte da vida ter crises, entrar em indagações profundas e non-sense… Mas é verdade é mesmo que também é preciso agir. É isso… When you have to shoot, shoot, don’t talk. É o melhor conselho que eu já ouvi. Só falta aprender a usar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *