Ressaca moral (ou não)

Aconteceu tanta coisa entre a madrugada de ontem e hoje que eu nem tenho tempo de dizer agora. Só posso dizer que não vejo a hora de contar tudo, detalhe por detalhe – só pra poder ter o gostinho de reviver.

Realmente, esse aniversário marcou.
Ô, se marcou!

Um ponto oito.

Hahah, não acredito nessas coisas de signo, anyway – achei a minha cara.


A mulher de Áries pode ser do tipo que se apaixona intensamente, mas jamais colocará o amor em primeiro plano!

Ela, quase sempre, está mais preocupada consigo mesma para se dedicar totalmente a alguém. Entre todas as mulheres, ela é a que consegue passar mais tempo sem um homem. Claro que viver sem um homem não quer dizer que ela vive sem sonhos ou desejos! A ariana sempre sonhará com o homem de sua vida. No entanto, enquanto suspira, se não houver um homem de carne e osso, não sentirá a falta dele.

Ela acha que tudo que “ele” possa fazer, ela fará melhor!

A mulher de Áries gosta de abrir suas próprias portas, puxar suas cadeiras e acender o próprio cigarro. Ela gosta de ser bem tratada e de galanteios, como toda mulher, mas acha que fazer as coisas por si mesma é a maneira mais rápida! Claro que isto não combina muito com o orgulho masculino!

A ariana não quer mandar em tudo, ela só quer dar a ultima palavra!

O Homem tem que se acostumar com este seu jeito de gostar assumir o comando e querer fazer as coisas por si mesma. Nela existe a típica contradição de Áries: Não quer ninguém muito grudado nela, mas costuma perder o interesse se alguém se afastar demais. Não quer um homem dominador, mas também não quer um coelhinho manso!

Ela sempre tem que enfrentar seu eterno desafio: Dominar enquanto deseja ser dominada!

Lembre-se que ela é do signo de Áries e este signo adora vencer um desafio. Um homem que resiste a sua investida sempre intriga a ariana. Ela não pode aceitar que não consegue domina-lo com seu encanto!

E, é aí que esta seu maior ponto fraco: o orgulho!

Quando movida pelo orgulho, a ariana se torna tão determinada que poucas coisas conseguirão faze-la desistir de seus planos! Ela não vai sossegar enquanto não provar que é desejável, mesmo que seu interesse por algo seja passageiro!

Pode ser complicado suportar seu impulso agressivo, mas seu otimismo e sua fé no futuro podem ser altamente compensadores.

A ariana é presa fácil para os elogios.Deixe que saiba que você a admira, porém não seja muito bajulador. Ela odeia bajuladores, acha-os fracotes! Mas, um elogio feito por alguém que ela admira ou julga ser alguém superior pode deixa-la em êxtase por semanas!
Para ama-lo ela precisa orgulhar-se de você. Mas não se ache muito importante a ponto de relevar seus talentos ou despreza-la. A ariana, apesar de exigir muito do parceiro, sabe retribuir em dobro aos seus esforços para agrada-la.

“O que é dela é dela”, e qualquer descuido pode provocar uma tempestade!

Evite fazer muitos elogios a sua artista favorita, nem faça comentários a respeito de suas amigas! Se ela não for a primeira em sua vida, logo vai ter que procurar outra mulher para ocupar seu lugar. Quando ela é realmente ferida, passa do fogo para uma geleira! E esta frieza pode ser eterna!

Como ela costuma preferir a companhia de homens à das mulheres, pode ser que alguns homens se sintam incomodados com o ciúmes que isto pode causar.

Embora muito possessiva, ela não suporta que nenhum homem tente controla-la!

Não importa para onde vá, faça o que fizer, você tem que confiar nela! É claro que ela nunca vai ter a mesma confiança em você! Ela costuma ser fiel a quem ama e não se deixa envolver por aventuras que possam abalar seu relacionamento, quando esta apaixonada!

Elas costumam ser empreendedoras e podem fazer tudo que um homem faz.

A ariana adora se entregar à sua profissão, vencer e desfrutar tudo que o sucesso pode proporcionar! Nenhuma mulher se agarra com tanta gana quando o assunto é vencer em uma profissão! As empresárias mais agressivas, as advogadas mais bem conceituadas, normalmente são de Áries. Basta perceber como Xuxa e Adriane Galisteu costumam correr atrás do que gostam para perceber o que estou dizendo! Deixa-la longe daquilo que gosta de fazer é um pecado! Deixe que ela se realize com o que gosta e terá uma mulher muito mais amável, sensível e carinhosa. Esqueça que as vezes ela parece amar mais seu trabalho! Do contrário terá uma pessoa amarga e rancorosa, atormentando-o com seu mau humor!

Se está apaixonado por uma ariana, dê graças a Deus!

Você acaba de encontrar uma mulher que fará de tudo para enfrentar os desafios, apaixonada, fiel e confiante no futuro! Se for bom para ela, nunca vai reclamar da falta de carinho ou de solidão. A ariana não é do tipo que abandona o barco quando a situação está critica. Ela ficará ao seu lado enquanto sentir que luta ao lado de seu herói.

Sim, ela não estará atrás de você, mas ao seu lado, pra não dizer que muitas vezes estará na sua frente para receber os primeiros golpes!

Sexta-Feira

Eu já fechei o meu blusão
Já tranquei meu coração só pra não ter mais que sofrer
‘Baby eu só amo quem eu já perdi’
E não sei por que

Eu sempre levei uma vida free
Andando daqui pra li
Procurando onde jogar
Dos olhos que eu já conheci
Os seus foram os únicos que já me fizeram chorar

Sexta feira é sempre assim
Eu tô de mal á ruim
Andando de bar em bar
A solidão vem me incomoda
E a insônia me acorda pra que eu possa chorar

Baby eu não sei por que
Toda sexta feira eu tenho que beber
Baby eu não sei dizer
Se eu fico te esperando eu sei que nunca vou te ter

Cascadura

A Bela Canção (que Eu Não Escrevi)

Acordei rindo às pampas hoje.
Aulas inúteis, Café Filosófico, Luau Jocense, Espaço Unibanco, Ver o Drix *-*, show da Fake Number no Hangar… o dia parece que não será o menos movimentado. =)

Nem vou falar de sentimentos pra não bodiar. (E porquê, na verdade, eu não estou muito a fim de sentir. O que me lembra: estou muito viciada na letra do Jason que intitula esse post. Sem falar nas letras do Cascadura. Resumindo: paradoxo total.)

Surtando com deadlines e mais deadlines, um em cima do outro, todos em cima de mim – e eu em cima da hora. Deixa eu correr.Cara, eu preciso de férias.
Semana de provas chegando!

Queria mesmo saber manter um blog.

De você

Cansaço e depressão não são legais.
Amanhã é dia de espairecer.

O pior de querer fugir é não saber pra onde.
(Afinal, fugir de quê…? De mim?)

Como evitar?

É…
Quando o caos chegar, nenhum muro vai te guardar de você

*Fico péssima com palavras quando estou mal.

É que eu sonho, sonho, sonho… e parece que não sei fazer nada se tornar real.

Segredos que guardei

O lado mau de se fazer uma matéria sobre música, no meu caso, é que a música, invariavelmente, fica na cabeça.

Dica: aniversário chegando. Saco CHEIO.
Mil convites: baladas, festas, shows… Irrecusáveis.
No fim eu vou acabar não indo a nada.

Tarde até que relaxante.
Alameda Campinas é a salvação: clima europeu, chocolate quentinho e muffin de banana.
Thx God we have Starbucks.

Sentimental

Em duplo, triplo, quádruplo, em todos os sentidos.
Sentimental por Drummond, por Los Hermanos, por Houaiss, Aurélio, Michaelis, até pela Wikipédia.
Hoje estou sentimental DEMAIS.

Está difícil carregar todo esse fardo que escolhi…
E pior ainda; está difícil continuar a viver depois de descobrir que sonhar não faz bem.

“Neste país é proibido sonhar.”

Deixa pra lá, deixa pra outra hora.

It takes two…

… to make a dream come true.

Acho que está mais do que na hora de assumir que é preciso dois, e eu sou uma só.
O grande problema é que – ao que me parece – nunca haverá o segundo. Não pra mim.

E nem me venha falar em merecimento ou otimismo. A vida não segue esse tipo de regra, já constatei há muito tempo.

Bad day.

Love is a losing game…

(Mais um) Reinício.

É sempre assim: todo ano, perto do meu aniversário, as coisas começam a acontecer.
Primeiro, uma zica danada. Tudo dando errado.
Acessos de nostalgia e de mau humor.
Instinto anti-social.
Depois, pessoas fantásticas vêm – sabe-se lá de onde – fazer parte da minha vida.
(E somem depois, tão de repente quanto apareceram.)
Momentos engraçados, memoráveis, divertidos.

Algumas letras fazendo mais sentido que outras.

Grande senso criativo, nenhum senso prático.
Excesso de romantismo. O nível de drama, nem preciso dizer.
(Não preciso, mas digo: Se já é enorme no dia-a-dia, explode nesse período…)

A idade vai mudar, é fato, mas isso é o que faz menos diferença.

Parece que olhar pra trás dói.
O peso que cresceu assustadoramente de um instante para o outro.
O amor próprio que se perdeu. A viagem sem-volta pelo tempo.
As escolhas que nem sempre parecem ter sido as mais apropriadas.

A vontade de gritar.
O medo de ter errado.
{E a cada ano as coisas vão ficando mais complicadas…}

Eu estou na fase do “não pertencer”…
A ninguém. A lugar algum.
Às vezes é tão bom. Às vezes, assustador.

(Algumas vezes, sequer me reconheço.
Noutras, pareço demais comigo.)

Preciso ser boa em alguma coisa.
Todo mundo é.

Aquilo que idealizei por tanto tempo não me satisfaz mais.

(“Eu não me basto”. Às vezes eu assumo, bem baixinho, no escuro. Às vezes.)

Ter meu próprio mundo não significa muito.
Não significa quase nada.

Aniversários me fazem refletir.
E a minha história se repete…
(seja isso bom ou ruim)

Déja vùs. Só isso.

“Aproveita e pede um pônei”, já diria Carlos Costa.

Já que é só uma fase, deixo a tristeza rolar…

Capacidade de saber cada vez mais sobre cada vez menos, até saber tudo sobre nada.

Millôr Fernandes

Finalmente, meio caminho andado. A inscrição efetuada, a íntima certeza de uma possível vitória. Não sei se a decisão foi a correta, não sei se olharei rindo para trás daqui alguns anos. Mas hoje meu coração está mais leve.