Desabafo

Hoje eu finalmente senti. Senti que acabou. Que nunca mais vai ser o mesmo. Sei lá, eu falei várias vezes que não o seria, todos nós falamos. Mas – pelo menos no meu caso – falar não significa que necessariamente acreditava no que falávamos.

(Ok, acreditar eu acreditava. Mas não tinha a mínima idéia de quanto ia doer – até hoje)

Depois dos dez dias – os dez INFINITOS dias – de ‘férias’, eu fui para a aula com saudades enormes e uma expectativa que nunca tinha sentido antes. Eu ia vê-los, eu ia abraçá-los, eu ia rir com eles. É sempre isso que me dá forças pra assistir às seis aulas todos os dias (assistir pelo menos teoricamente…). Mas, quando cheguei lá foi que eu me toquei. A Laura está em Porto Velho, na casa dela. A Marcelli e o André não vêm. A Renatinha sumiu. Lá estava eu sozinha, pensando no tempo que perdi cada dia que passei longe deles – e nem estou falando das férias.

Enfim, daqui pra frente será assim – e eu ainda não tinha notado! Cada um vai pra sua faculdade, cada um vai viver a sua vida, e aí? Meu Deus, eu não quero perdê-los de jeito algum, e sei que estaremos perto, que poderemos sair juntos e coisa parecida… Mas nada dói mais que saber que não haverá mais “fi-fiuuuuus!”, nem vídeos xaropes no pátio, nem musiquinha pro Élcio, nem desabafo e choro no tablado.

Há doze dias e eu já estou com saudades.
Onde quer que eles estejam, SAIBAAAAM! , eu quero aqui e AGORA.
Como de costume, estou surtando … haha…!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *